Tecnologia do Blogger.

03/07/2010

A questão educacional do preconceito..


Existe uma sociedade sem preconceitos relativos a homoafetividade. Sim, ela é possível e existe. Eu já a vi, vivenciei e acompanhei. Ela não é utópica ou apenas um desejo na mente de alguns.

Presenciei cenas lindas de casais se beijando em parques públicos ao lado de crianças jogando bola. Quase um comercial de televisão.

Ontem fiquei sabendo de uma situação que me fez pensar que talvez estejamos próximos, em algumas gerações, de ter algo parecido. O preconceito diminuído vai passando de geração em geração e quanto mais nossas crianças conviverem com as diferenças, mais naturais elas se tornam e mais saudáveis serão as gerações.


Meu filho estuda em uma escola aqui na região e sempre fomos muito bem tratados, atendidos, assim como todos os outros pais. A situação é sui generis por “n” motivos que não cabem aqui explicar.

A cada dia da semana ou eu ou meu companheiro busca meu filho na escola. As crianças, do maternal, ou seja, com menos de 3 anos, fazem sempre uma festa. Brincam, pulam, fazem uma bagunça quando chegamos, pois somos daquele tipo que senta no chão, mesmo de roupa social, e rola fazendo bagunça.

A melhor amiguinha do meu filho, essa semana, virou para o outro pai, com a maior naturalidade, e disse:

- “Ô tio, não é que ele tem dois pais? Um grandão e um pequenininho?” (se referindo a mim e a ele)

Percebí então que algo simples tem sido passado de maneira tão natural que nem mesmo nós, envolvidos na situação, percebemos que estava acontecendo. Quem sabe, em alguns anos, teremos uma sociedade sem homofobia, que não precise de Leis para uma questão tão natural e essencial como o amor.

2 comentários:

Rafaella Weiss disse...

Adorei!!!
É super importante que a idéia de uma sociedade sem homofobia seja passada adiante, construindo um mundo saudável para nossas próximas gerações.
Ver que até as crianças, que são as que mais têm coisas a aprender (ou ensinar pra gente, nesse caso), entendem melhor que não há diferença quando existe o amor. Lindo isso!
Adorei teu blog, Edu!
Beijão, até mais

Ana SS disse...

Gostei muito do seu blog. Seguindo-te!

Postar um comentário

Escreva o que quiser, mas lembre-se que não sou um vaso sanitário :)

  ©Inconsciente Aberto - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo