Tecnologia do Blogger.

02/12/2009

Viciados em Internet

Esse post é para meus amiguinhos viciadinhos do Twitter. Rs

Em 1998 fiz uma pesquisa sobre “Viciados em Internet”, tendo como referência a pioneira, K. Young. Traduzi, validei e apliquei um questionário. Os resultados foram publicados em um livro:

  1. HONORATO, Eduardo. Alguns usos patológicos do computador: o uso patológico da Internet in Psicologia e Informática. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2000.

Para minha surpresa, recebí via twitter a indicaçao deste site http://www.dependenciadeinternet.com.br/

Site muito bom, informativo e espero que o programa esteja sendo aplicado com resultados positivos, pois precisamos mesmo de mais trabalhos e pesquisas nessa área....TÃO ATRASADA no país. Como pesquisador sobre o tema há ONZE anos, posso dizer com convicçao, que estamos ainda engatinhando no assunto, enquanto outros países fomentam pesquisas em velocidade olímpica.

Somos o segundo país em acessos à Internet, e só isso seria o suficiente para maiores investimentos na área. Como sempre, vamos esperar as consequências aparecerem para procurarmos soluçoes.

Em saúde mental, e saúde geral, a chave está na PREVENÇÃO e nao em políticas de reduçao de danos. Mas esta último parece ser a sina do brasileiro.

Nesse site você pode fazer um “teste” para saber o seu nível de dependência DA Internet. Curiosamente, o tal teste aplicado parece igual, semelhante ao questionário da Dra Young, mas, não encontrei qualquer referência a ela, somente ao seu site (http://www.netaddiction.com/) ou a qualquer produçao nacional no tema.

Há um grupo de profissionais “psi” que pesquisa sobre o tema há pelo menos DOZE anos, com diversos livros sobre o assunto. Já tivemos vários Simpósios e encontros, denominados “Psicologia e Informática”.

Para saber mais, basta googlar “NPPI” ou “Psicoinfo”. Um dos livros encontra-se disponível na ÍNTEGRA no hyperlink

http://newpsi.bvs-psi.org.br/ebooks/PsiInfo.pdf

Essa semana mandei tweets falando justamente disso. Muita gente metida a "analista de mídias sociais" sem nunca ter lidou ou ouvido falar em P. Levy ou André Lemos....sorry...se você não conhece as teorias sociais sobre cibercultura, você não passa de um usuário de mídias, que acha que entende sobre elas. (desabafo)

Em se tratando de mídias sociais, o “boom” moderno, não podemos esquecer dos impactos psicológicos que estas trazem para o nosso cotidiano. #ficadica


1 comentários:

FaBiO FiScHeR disse...

Muito bom !!

Usei um livro do NPPI na fundamentação do meu TCC e posso dizer que o trabalho do grupo é muito sério. Já baixei o segundo livro e vou ler com mais calma nos próximos dias. E realmente, o sujeito que se diz "analista de midias sociais" e não sabe quem é Pierre Lévy..xiiiii, sei não..

abs

Postar um comentário

Escreva o que quiser, mas lembre-se que não sou um vaso sanitário :)

  ©Inconsciente Aberto - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo