Tecnologia do Blogger.

24/09/2009

Twitter também é AJUDA!

Esta é uma obra de ficção (nem tanto). Toda e qualquer semelhança com fatos reais terá sido “mera coincidência”. (sempre quis escrever isso)

Traduzindo: vou fingir que tô contando uma história pra não ter problemas judiciais, pq conheço minha língua.

Interessante ressaltar que não lembro mesmo o nome das pessoas “reais” mas lembro do twitter de cada um que ajudou, e depois no msn....#fato

Conto:

Depois de um dia “daqueles” no trabalho imagine você chegando em casa. A rotina normal de sempre: tomar banho, brincar, brincar, dar jantar, brincar, brincar, banho, brincar, brincar, dormir (filho)...e você toma outro banho e começa a trabalhar no computador, preparando aulas e documentos.

No meio dessa sequência, na hora de ir trabalhar no computador, você é avisado que um dos seus cachorros, um filhote de lhasa de 74 dias, está vomitando consecutivamente há uns 10 minutos. Sua primeira reação é ligar pro veterinário que supostamente os acompanha. Ooops..celular desligado. Liga pra clínica...secretária eletrônica. Ah..liga pro outro vet, q foi indicado para as vacinas (locais diferentes). Oops...celular desligado.

É um pouco complicado explicar pq o vet que acompanha não é o mesmo da vacina. Questão de indicação e de qualidade no atendimento. Buscar qualidade quando o assunto é saúde é essencial, e isso não deve ser diferente com animais.

Bom, a única saída é ligar para o único hospital veterinário que você recebeu boas indicações no passado. Já foi utilizado e o atendimento não é perfeito, mas ajuda nas horas urgenciais. São ótimos para emergências, mas não agradaram no atendimento básico mesmo para acompanharem seus animais #complicado mesmo!

Você liga e pede para falar com o plantonista, mas ele está ocupado. Perguntar se pode levar o animal, e a telefonista, muito ocupada vendo a novela, manda você esperar uma ligação de retorno, que ele está em um “procedimento”. Você tenta outro telefone aleatório, mesmo sem indicação, e outra atendente diz que vai ligar pro médico veterinário de plantão, explicar o caso e ligar de volta pra dizer se há necessidade. WTF?

Nessas horas de emergência....e sorry para quem não acha que isso é uma emergência..afinal, animais de estimação são sim preciosidades e temos que cuidar deles muito bem....parece que a parte mais racional da sua mente não funciona mesmo. Você não consegue pensar muito racional. A única coisa que te vêm a cabeça é conseguir ajuda.

Você tenta mais duas vezes cada “hospital” e recebe a mesma informação: “aguarde retorno”. A única coisa que te vem a cabeça é “twitter”. Afe...

”um monte de gente doida falando sozinha ou falando bobeiras em 140 caracteres”, pensa um desconhecedor de mídias sociais.

Não custa nada tentar!

A conexão neti-irrita caí no início e pra reconectar você precisa religar seu modem. Isso significa ficar tb sem telefone fixo. São apenas alguns segundos.

Você retorna e posta um pedido de ajuda, mas sabe que o alcance dele é pequeno. Pedir ajuda a um “peixe grande”, ou seja, pessoa influente, é a melhor saída. Aí voce vê aquele cara que você segue, e que todo mundo brinca que é mal humorado. Ele é irônico e sarcástico, o que denota muita inteligência. (pesquisem sobre inteligência e tipos de humor...)

Ontem postei aqui sobre o que achava que era o Twitter. Semelhante a uma cena do filme “Todo Poderoso”. São várias vozes ao mesmo tempo, que podem parecer desconexas, mas que possuem uma ligação sim.

Quando conectamos, ligamos AFETOS e não máquinas. Conectamos PESSOAS e não programas.

O RT do @cardoso faz seu grito ser ouvido mais alto. Em alguns segundos, como uma chuva, dezenas de pessoas se oferecem pra ajudar. Pessoas que você não segue, que desconhecia, mas que se prontificam rapidamente. Enquanto isso, outra pessoa tenta contatos telefônicos, mas as telefonistas estão mesmo ocupadas vendo televisão e não podem ajudar.

Como resumir um pedido de socorro em 140 caracteres? Dilema dificil. A saída foi dividir em mais de um tweet:

3 filhotes lhasa apso 74 dias -seg dose v8 21 dias primeira. 1apres vômitos 12h depois. Aparente dor toráxica devido vomito.

A questão era bem simples. Esperar ligação do “plantonista” autorizando a ida ou aguardar para levar no médico veterinário de confiança (ex) que os acompanha desde a gestação?

Foi o suficiente para que várias pessoas te respondessem em 140 caracteres. Algumas te adicionam no msn, e dão a orientação mais plausível no momento: correr para o hospital veterinário o mais rápido possível. É como se virtualmente, essas pessoas funcionassem como seu lado racional do cérebro que ficou paralisado com a situação emergencial.

Apesar do descaso das atendentes telefônicas e dos pedidos para “esperar retorno”, você corre para o local, esperando que o animal seja atendido, mesmo que isso signifique ficar horas lá. Demorou, foi atendido péssimamente – dentro dos seus parâmetros de qualidade – mas em emergências realmente deixamos de lado algumas coisas. Tiraram raio-x, nada conseguiram concluir. Soro + remédio e hoje passa bem. Você fica no escuro se realmente foi algo da vacina ou alguma besteira que o levado comeu pela casa (é o filhote mais levado de todos). O importante é que passa bem.

Você decide ir deitar e esperar notícias e liga a TV. Na Record está passando o seriado “Dr House” e a última coisa que você lembra é de ter escrito na agenda “agradecer twitter”. Como se este fosse um “´único”, característica grupal mais Lewiniana possível, e que funciona como um grupo operativo sim (Pichon), onde a comunicação é o limite, não mais físico, mas sim, virtual.

Mas mesmo assim fica a sensação estranha, de ter sido socorrido por inúmeros desconhecidos. Inúmeros “vizinhos” que voce só conhece por foto estática e um monte de mensagens curtas. Pessoas que assim como o Dr House que estampa o @cardoso, tb tem coração e estão alí dispostas a ajudar, mesmo a desconhecidos com os quais jamais tiveram ou terão um dia um contato real. Pessoas que doaram alguns de seus minutos de lazer para ajudar outra. Se isso não é troca de afetos, desculpem-me, então eu rasgo o meu diploma e como com pimenta do reino.

A todos que me ajudaram ontem, um muitiiiiiiiiiiiiissimo obrigado.

@Cardoso @lupetine @ggty @lucferrr @rosilva_vet @nicepsissico @hitominogami @amoyssiadis @Lucianozuba @andreiabido @sergiofreire @dra_bia@mob_igormaia @cecilia_tanaka @Eutrapelico @angelcarrascosa @andrezamenezes @mayraebenau @PatiSanches @guca0 @monicaserta @maressaurso @thihh

A todas as pessoas que trocam afetos e disabores em 140 caracteres, em um universo não mais que paralelo, que se funde e corta esse “real”, obrigado pelas duas coisas: a ajuda fornecida e por me darem uma prova de que redes sociais tem mais força e função do que nossas teorias já podem explicar ainda.

O "pequeno Sig" (caramelo) agradece com uma lambida!



12 comentários:

Taly disse...

nuossa! que saga! que bom que ele já tá bem :)

:**

Flavio disse...

Parabéns por todo o esforço em cuidar do filhote! Infelizmente se fosse outra pessoa deixaria pra lá e o bichinho sofrendo..

uhugalera disse...

Putz!, que bacana...

Já passei por situação parecida com meu Doberman (Ashtor) e sei o que é isso. Mas, por infelicidade minha, era nos tempos das BBS. kkkkk

E ainda há quem diga que twitter é coisa de geeks e que tais.

P.S. O @cardoso é phoda mesmo. Tá, até, "salvando cachorro a grito"!...

[]'s @inaciorolim

Andreza Menezes disse...

ownnnnnn Obrigada digo eu por cuidar dessa coisa mais linda! amo cachorros! *.*

Denise disse...

Nossa, Dudi. Que preocupação hem??? Espero que ele esteja já bem levado hoje pra orgulho de Sig e Mel ehehhe
Lindo seu texto, não podemos e nem devemos esquecer que as redes sociais só existem porque por detrás da tela tem gente(assim esperamos, né? nem sempre tão "gente", but...)
Me emocionei lendo seu relato, muito mesmo!
bjoss

Nice Psissico disse...

em 2004 eu tinha um lhasa da minha primeira(e unica) ninhada que nasceu com displasia renal.esta doença até o momento é a que mais mata lhasas por ser um deformidade genetica inerente a raça.pois é...deram 2 meses de vida pro Hércules e eu não desisti de lutar.troquei de vet por uma recem formada e com ansia de aprender e pesquisar e procuramos ajuda.na época o orkut(q hj é um lixão)tinha a função de rede social inovadora q tem hj o twitter, e eu e a vet apostamos nossas fichas nesta rede.conseguimos auxilio de varios vets e nefrologistas de humanos com idéias pra Hercules ter qualidade de vida.testamos medicações usadas em humanos e q nunca haviam sido usadas em cães.até 2 médicos americanos nos auxiliaram muito inclusive pra conseguir o remedio.Hércules foi o lhasa mais feliz do mundo nos 2 anos q viveu.Infelizmente ele faleceu, não por causa da doença em si ,mas de uma infecção oportunista q lhe rendeu uma pneumonia.Se na época não fosse o desprendimento e altruísmo das pessoas q se envolveram através do orkut,meu Hercules teria vivido apenas os 2 meses q a doença permite e com muito sofrimento.Por isto q eu sempre digo que redes sociais são redes de afeto e na maioria das vezes despertam o q há de melhor dentro de cada um, um altruísmo q até a propria pessoa desconhecia em si.Vc não tem nem q nos agradecer Eduardo, te garanto q todos q correram te socorrer o fizeram na maior disposição e de coração aberto.Que bom q o pequeno Freud - ops é Sig - (q lapso ein!)está melhor! Qq coisa é só gritar de novo!

Leleco disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Leleco disse...

Que bom que conseguio cuidar dos bixinos, eu iria durmir achando que tudo era frescura dele, mas minha mulher ia me dar uma surra para ir ao hosp. veterinario, ainda bem que tenho ela pra essas coisa, e grande ideia de usar o twitter, minha mulher jamais teria essa ideia, ao contrario eu seria a primeira coisa que irira fazer..rsrsr mas o post seria assim: Minha cachorra não para de vomitar, sei la o que faço com essa praga aqui. [foto dela vomitando pelo twitipic]
brincadeiras a parte, eu amo minha cachorra e entendo o que fez, redes sociais não são só para postar fotos e arranjar namoradas...

Letícia Hitomi disse...

Lindos os cachorros! Que bom q ele já está bem. Pelo q vc escreveu, acho mais provável q seja algo que ele comeu (planta, terra, lixo...). Depois, vale a pena dar uma olhada no seu quintal pra ver se não tem nada perigoso pros filhotes (objetos pequenos, plantas tóxicas ou com espinhos etc), pq filhote come de tudo (mesmo que não pareça saboroso! hehehe). Bju.
@hitominogami

Cecilia disse...

Edu, vc, eu e o Sig somos os únicos q acreditamos q o @Cardoso tem mesmo um coração, rs! ;-)

Beijos!!!

igor m. disse...

Nossa, eu nem tava lembrado mais da boa ação que fiz! I'm impressed.

Enfim, pelo que li por cima do texto, vi que o teu cachorrinho (que è um fofo, AMO lhasa apso) tá super bem. =)

Que bom que tenham pessoas que cuidam de seus animais com o corpo e a alma, coisa que tem faltado à humanidade, ultimamente.

Um forte abraço!

@mob_igormaia, que chegou por aqui via ego search. HAHAHAHAHA =P

Postar um comentário

Escreva o que quiser, mas lembre-se que não sou um vaso sanitário :)

  ©Inconsciente Aberto - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo