Tecnologia do Blogger.

17/08/2009

Gafanhotos Virtuais Sejam Benvindos!

Sei que muitos vão me chamar de preconceituoso, de capitalista, neoliberalista....mas...#pronto, vou falar.

Há anos que acompanho os estudos sobre comportamento online e não é de hoje que faço pesquisas também. Estudar essa interação homem e máquina é algo que sempre me deixou intrigado, e não poderia deixar de me transformar em um desses consumidores digitais.

Sempre brinco que estou há anos luz dos geeks, pois preciso esperar o "boom" da ferramenta acontecer, para poder estudá-la melhor. Há alguns anos "têcêcêi"(de TCC) sobre comunidades virtuais (orkut) e a necessidade humana de interação e filiação.

Participo ainda de algumas, mas não tenho mais tempo de pesquisar tanto. Como observador, não deixei de lado meu olhar crítico analítico.

Hoje, percebí, no horário de almoço, um alvoroço no Twitter. Isso pq uma matéria foi veiculada na televisão sobre este microblog. O "medo" geral de invasão tomou conta, e tenho que concordar que não é um medo irreal.

Já lí inúmeras vezes, e desculpem-me por não citar a fonte (foram várias), de que os brasileiros são mesmo considerados "Pragas" do mundo virtual. Invadimos o Orkut, o Facebook, os Games. Transpassamos para o virtual nossa falta de educação do real.

Somos, se não me engano, o segundo país em horas de acesso a Internet, mas com uma desiguldade social tremenda. Faltam escolas (educação), saúde, transporte, etc....e no virtual não deixaríamos de nos comportar da mesma maneira.

Quem lê Levy e Lemos sabe que essa diferenciação entre Real e Virtual não é dicotômica assim. Com isso, os brasileiros roubam nos jogos usando truques. Lotam o orkut com mensagens de spam e comunidades sem utilidade. Invadimos o facebook e não respeitamos o idioma original (inglês). E agora, parece que estamos migrando para o Twitter, com o mesmo objetivo: usar, estragar e depois migrar.

Isso me faz lembrar das maiores pragas já relatadas na história. Não sou biólogo, veterinário, muito menos zootecnista, mas lí no Mr Google que essa espécie, o Gafanhoto, migra normalmente nos meses de AGOSTO E SETEMBRO, destruíndo tudo o que vê pela frente. Chega, destrói e depois migra...e assim segue sua vida. Estamos mesmo no período de migração dos gafanhotos. Será que os virtuais seguem a mesma linha?

Assim temos feito com o virtual, desde os tempos "primórdios" do Mirc. Eu, pelo menos, me lembro de uma briga feia entre Brasirc e Brasnet e as entrolhadas de barracos que aconteceram até então.

Temo que assim será com o Twitter. Em breve teremos milhares de pessoas acessando de lan houses, sem entender o que se faz por "lá". Milhares de pessoas detonando nosso idioma com o "miguxês" e postando fotos de farofadas. Milhares de pessoas se comportando inadequadamente em uma Mídia Social que AINDA tem sido útil, uma vez que o Orkut já foi pro brejo.

Mas isso não é culpa destas pessoas. A inclusão digital é ótima e necessária, mas antes dela o povo precisa de EDUCAÇÃO,e isso, o Brasil não está no topo da lista mundial. É por contradições como estas que escuto de amigos ingleses que somos mal educados, que atrapalhamos os debates nos fóruns, que postamos em port. em foruns em inglês. Não é que não saibamos usar as ferramentas....é que não temos mesmo EDUCAÇÃO.

Que tal fazermos diferente, pelo menos com o Twitter? Se já existe um manual de "boas maneiras twittianas" please, divulguem ao máximo, para que os próximos "miguxos e miguxas" que acessarão este microblog, não estraguem as trocas tão interessantes que ocorrem por lá.

Se o Governo não dá educação REAL, vamos contribuir então com a educação VIRTUAL.

Espero que a Failwhale não faça parte do cardápio dos Gafanhotos Digitais. #hope


4 comentários:

FaBiO FiScHeR disse...

EStou de acordo. Deixei de frequentar comunidades bacanas no Orkut por causa do excesso de posts em português. Espantaram os gringos, que ajudavam a dar a graã na comuna, com opiniões e pontos de vista de todas as partes do mundo. Nessas horas é que bate uma deprê em ter nascido em terras tupinikins.

Atômica disse...

Gostei do assunto dos dois posts, a falta de educação que está virando marca registrada. Cheguei de uma palestra super bacana e me chamou a atenção o número de toques bizarros de celulares durante o evento que era num local pequeno e deixava os poucos educados constrangidos... #prontofalei.

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Gostei do post. Infelizmente a gente que é brasileiro acaba retratando o nosso pior, em vez de valorizarmos o que temos de melhor. Fazemos da internet um espelho de nós mesmos.

Vejo isso até no dia a dia aqui no Japão. Brasileiros que, para afirmar o sentimento de ser um brasileiro, jogam lixo no chão, pixam muros, fazem baderna e ainda batem no peito dizendo "Eu sou brasileiro, pq japones é tudo certinho, tudo babaca".
Ou seja, a transgressão e falta até de respeito como marca,como representação de um povo. Fazer a coisa certa, ir pelo melhor caminho virou uma "coisa feia", de gente babaca, chata, infeliz.

O bonito é fazer muita bagunça, zoar tudo e todos, avacalhar, um mundo sem regras. Que o importante é tirar vantagem, dar uma de esperto.

Acho que a grande crise que passamos no Brasil é a crise de valores. Já não sabemos mais o que é bom ou ruim, o que pode e o que não pode, o que deve e o que não deve ser feito. Não temos nem sequer exemplos para nos espelhar, já que os erros começam "de cima para baixo".

Lamentável!

Crovis disse...

Que bom que vc levantou esse tema Edu, porque a situação é crítica. Tudo começa bem: amigos, diversão, interação,bom papo e depois vem a avacalhação de spams, correntes,pessoas que não sabem utilizar essas ferramentas a seu favor. O que mais assusta, além da habitual falta de educação é a pilantragem mesmo: incrível como as redes sociais são utilizadas para disseminação de correntes,negócios ilícitos e bobageiras de todas as espécies. Estamos caminhando para uma situação em que no futuro, para ingressar em uma determinada rede, teremos que passar por uma espécie de cadastro e aprovação porque ficará completamente inviável a convivência com estas pragas.Iremos adentrar na época da elitização da web, infelizmente. Entra quem faz parte do clube - única forma de conter esse comportamento.

Abração
LIMONE

Postar um comentário

Escreva o que quiser, mas lembre-se que não sou um vaso sanitário :)

  ©Inconsciente Aberto - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo